praca_nelson_corso

A praça Nelson Corso

A Vila Planalto se consolida cada vez mais como um novo ponto de cultura e criatividade no Distrito Federal. Para manter esse movimento e possibilitar que este acesso se amplie cada vez mais, um grupo de produtores da região criou o projeto Vila, virada cultural. A ideia é fazer um evento de mobilização e transformação na Praça Nelson Corso, que terá sua primeira edição agora e pretende continuar suas produções na região. As apresentações se diversificaram entre as vertentes artísticas e ambientais, englobando o público infantil e adulto. O projeto reúne grupos de teatro da cidade, exposições de artesanato, moda, feira de alimentos, oficinas e shows musicais.

O produtor cultural destaca que o principal objetivo é conscientizar mais a população para a preservação dos espaços públicos da região e chamar a atenção do poder público. “A Vila anda muito esquecido pelo poder público, então muitos lugares estão se deteriorando. Nossa ideia é resgatar essa praça, que estava totalmente depredada e agora está sendo reformada pelo projeto”, afirma Joãozinho. O produtor acrescenta que a ideia é agregar essa parte cultural da cidade para que todos se lembrem de que os espaços da Vila precisam ser preservados. “Estamos fazendo esta Virada que é a primeira e a intenção é dar continuidade, ano que vem a Vila faz 60 anos e queremos aproveitar esse aniversário para criar uma grande mobilização e reestruturar o que está deteriorado por aqui”, afirma Joãozinho.

A Vila, que completou 59 anos em 2016, é uma área tombada do DF e conta com 10 mil moradores atualmente e é um lugar histórico da capital, principalmente por ter acolhido acampamentos de operários que participaram da construção de Brasília. Para Joãozinho da Vila, um dos idealizadores da iniciativa e coordenador geral do projeto, a mobilização artística pode provocar questionamentos na sociedade e despertar maior identificação das pessoas que moram na região. “Queremos que elas se perguntem o que é essa região hoje, o que ela representa e o que queremos construir a partir daí. Vamos trabalhar nas respostas, pensar em alternativas para a comunidade através da cultura”, afirma o produtor. O evento vai contar ainda com uma mostra de filmes, que reunirá títulos que abordam, principalmente, a história da capital.

20160503184756668672a

Joãozinho da Vila

Joãozinho é também criador do bloco Vilões da Vila, que também vai desfilar suas cores e música durante o evento e criar um pequeno carnaval fora de época. Entre as atrações estão outros nomes conhecidos da cidade, como Célia Porto e Rênio Quintas, Renato Matos, Zenn, Cia. Mapati, Geraldo Carvalho e Samba Móvel. Um sarau poético também deve animar os poetas brasilienses de plantão, que já se reuniram em outros encontros na região. A pequena região que engloba a Vila tem conquistado a tradição de espaço poético, musical, teatral e de encontros culturais. Localizada entre o Palácio da Alvorada e a Esplanada dos Ministérios, a Vila Planalto reúne características artísticas de todo o país. A ideia do produtor Joãozinho da Vila é tornar este espaço cada vez mais rico em cultura, contemplando moradores da região e atraindo o público externo, que pode colaborar com a troca de experiências criativas.