A vida é um pouco de crer, um pouco de ver, um tanto de sentir e outro tanto de amar.

Um tanto de caminho, um pouco de carinho, outro tanto de correr,

mais um tanto de mudar.

Conta o tanto de riso e suspiro que se espalhou por entre o tempo daqueles instantinhos.

Por dentro dos olhos, não teríamos fim.

Te juro, me valeriam toda gota que se derrama de tempo…

Aconchegar-se assim, entre planos e peles, toda vez.

Outro sim.